Dicas de Como

Twitter dicas de como

A lenda da receita de nhoque

Comer é um dos maiores prazeres que temos na vida. No entanto, às vezes a correria do dia a dia não permite que aprendamos novas receitas, então somente preparamos pratos como arroz e feijão, macarrão, batata frita, batata cozida e ovo ou bife, peixe, entre outros pratos mais básicos. Há, porém, um prato que merece ser incluído na sua lista de receitas: nhoque.

Tradicionalmente, a receita de nhoque é feita com farinha, batatas, ovos e manteiga. Sua origem é italiana e o tradicional nhoque (gnocchi em italiano) é feito com batatas, no entanto existem diversas receitas de nhoque, como de frango, de mandioca, de arroz, de inhame, de leite, de polenta, de carne, deccarne seca, de siri, de feijão fradinho, de pão, de espinafre, entre outros. Os molhos dão um toque especial ao nhoque, como molho branco, vermelho, gorgonzola, ao sugo, ao pomodoro, etc.

 

No Brasil, o nhoque é um prato muito conhecido e também muito apreciado. Mas, como um prato típico da Itália conquistou os brasileiros? É simples. Com a vida dos imigrantes italianos para o Brasil, muitas de suas tradições e cultura foram sendo incorporadas pelos brasileiros, sendo a culinária uma delas. Além do mais, a lenda que envolve o nhoque é amplamente divulgada, por isso cada vez mais pessoas optam por experimentar o nhoque de batata, para, assim, também serem contemplados com sorte e fortuna.

 

Mas, que lenda é essa que envolve o nhoque? Bom, a história é a seguinte. Um dia 29 qualquer, um santo (São Pantaleão) vestido de andarilho chegou a um vilarejo no interior da Itália. Com fome, ele bateu à porta de um casal muito pobre. Mesmo não tenho muito o que oferecer ao andarilho, o casal ofereceu a única refeição que tinha naquele momento: nhoque. Assim, todos três comeram 7 pedaços de nhoque cada um. Satisfeito, o andarilho agradeceu e foi embora. Quando retiravam os pratos da mesa, o casal notou que havia moedas de ouro sob o prato. Dali em diante, o casal passou a ter sorte e fortuna.

 

Tempos depois, o andarilho teria voltado e constatado que o casal tinha melhorado de vida. Ele então pediu que as pessoas do vilarejo se reunissem todo o dia 29 do mês e comessem nhoque, para, assim, também prosperarem na vida. Os moradores da região fizeram o que o santo disse e também melhoraram de vida. Assim, essa história foi sendo contada ao longo das gerações e se espalhando por toda a Itália e por diversos países do mundo, inclusive no Brasil.

 

Assim sendo, no Brasil, é frequente encontrarmos pessoas que comem nhoque todo dia 29 do mês. No entanto, há alguns detalhes que não podem ser esquecidos. Os primeiros sete pedaços de nhoque devem ser comidos em pé. Um pedido deve ser feito. Deve ser colocada ainda uma nota de dinheiro sob o prato, normalmente é dólar, mas pode ser real ou euro. Essa nota, porém, não pode ser utilizada até o dia 29 do mês seguinte. Ou seja, quem cumprir o ritual terá sorte, fortuna e prosperidade.

Deixe uma resposta